Pintim do Mineirim

Pintim do Mineirim

 

Um mineirim tava no Rijaneiro, abismado côas praia, pé descarço, sem camisa, aquele carção Naique sem cueca. Os cariocas zombando, contando piadas de mineiro.

 

Alheio a tudo, o mineirim olhou pro marzão e num se agüentou: correu a toda velocidade e deu um mergúio, deu cambaióta, pegou jacaré e tudo o mais.

 

Quando saiu, o carção de ticido finim tava transparente e grudadim na pele. Todos na praia tavam olhando pro tamanho do pinguelo que mineirim tinha.

 

O bicho ia até pertim do juei. A turma nunca tinha visto coisa igual.

 

As muiés c‘um sorrisão, os homi roxo dinveja, só tinham olhos pro bixo.

 

O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:

 

– Que qui foi, uai?! Vão dizê qui quando oceis pula n‘água fria, o pintim dôceis num incóie???

 

No manicômio

 

Em uma sala de observação em um sanatório, vários loucos passavam por um teste para verificar se já estavam preparados para viver numa sociedade.De repente um dos loucos desenha uma porta na parede e começa a agitar uma fuga:

 

-Pessoal, olha!Uma porta,vamos fugir!

 

Os loucos iam todos em direção à falsa porta e davam com a cara na parede,nenhum delas escapou. O médico responsável, surpreso, virou-se para o louco que desenhou a porta e disse:

 

– Parabéns,você mostrou que é capaz de enganr as pessoas e com isso percebo que você já está recuperado.O louco retruca:

 

– É verdade,doutor, eu enganei eles, a chave tá comigo…

 

Num balão…

 

Dois homens estavam atravessando o oceano em um balão. Depois de uma tempestade, ficaram desorientados. Então, resolveram reduzir a altitude para ver que cidade estavam sobrevoando. Com o balão bem baixo, viram uma pessoa e um deles perguntou:

 

– Amigo, você sabe onde estamos?

 

Ao que ele responde:

 

– Vocês estão em um balão, a 15 metros de altura

 

Um dos homens do balão diz para o outro:

 

– Esse cara deve ser um advogado.

 

O outro responde:

 

– Como pode saber isso?

 

E o primeiro responde:

 

– A informação que ele nos deu é 100% correta, mas é totalmente inútil.

 

Advogado no céu

 

Chegaram juntos ao céu um advogado e um papa. São Pedro mandou o advogado se instalar em uma bela mansão de 800 metros quadrados, no alto de uma colina, com pomar, piscina, etc …

 

O papa, que vinha logo atrás, pensou que seria contemplado com um palacete, mas ficou pasmo quando São Pedro disse que ele deveria morar numa kitinete na periferia. Irritado o santo padre observou:

 

– Não estou entendendo mais nada! Um sujeitinho medíocre como esse, simples advogado, recebe uma mansão daquela e eu, Pontífice da Igreja do Senhor, vou morar nessa espelunca!

 

Ao que São Pedro respondeu:

 

– Espero que Sua Santidade compreenda! De papa o céu está cheio, mas advogado, esse é o primeiro que recebemos!

 

Amendoins torrados

 

O motorista do ônibus de uma excursão de “terceira idade” sentiu uma das velhinhas batendo-lhe no ombro e oferecendo-lhe um punhado de amendoins torrados.

 

– Ah, obrigado! disse ele, enquanto pegava o saquinho de amendoins.

 

Passados uns dez minutos, lá vem novamente a velhinha, batendo-lhe no ombro e oferecendo mais um saquinho de amendoins.

 

– Obrigado, de novo! disse ele.

 

Para encurtar a história, a cena repetiu-se umas oito vezes.

 

Aí, intrigado, o motorista perguntou à boa velhinha:

 

– Mas porque vocês estão me dando todos os saquinhos de amendoim, em vez de vocês mesmas comerem? Vocês não gostam de amendoim?

 

– Ah, meu filho, aquelas de nós que ainda têm dentes, não aguentam mastigar os amendoins…

 

– Então porque vocês compraram tantos saquinhos assim?

 

– É que nós adoramos o chocolatinho que tem em volta…

 

Briga de galo

 

Estava tendo uma aposta em briga de galos muito valiosa em Minas Gerais, quando um milionario resolveu apostar muita grana. Ele chamou um mineirinho que estava num canto com pinta de quem entendia do assunto, e perguntou qual era o galo bom: o preto, ou o branco.

 

O mineirinho falou que era o branco, e o milionário animou-se, apostando uma boa grana no galo preto.

 

A luta não durou nem um minuto e o milionário perdeu todo o dinheiro apostado.

 

Furioso, foi atrás do mineirinho e disparou:

 

– Ô mineiro, você não falou que o galo bom era o branco,?!

 

Ao que mineirinho respondeu, impávido:

 

– Uai! O bom era o branco, sim sinhô… O marvado era o preto…

 

Japonês viajando

 

O japonês que viajava pros Esteites estava ansioso por ver Miami. Pediu muitas vezes à aeromoça:

 

– Num esquece, né? Quando passamos por Miami, avisa zaponeis, né?

 

– Tudo bem, Sr. Suzuki.

 

Quando finalmente estavam sobrevoando Miami, a aeromoça procurou o japonês mas ele não estava no seu assento; tinha ido ao banheiro. Ela foi procurá-lo, bateu na porta e disse:

 

– Sr. Suzuki, Sr. Suzuki. O Sr. não queria ver Miami?

 

– Agola não; agola quelo vê chi cago, ne?

 

Juizo final

 

O advogado, no leito de morte, pede uma Bíblia e começa a lê-la avidamente. Todos se surpreendem com a conversão daquele homem e perguntam o motivo.

 

O advogado doente, que temia ser julgado e ir para o irferno responde:

 

“Estou procurando brechas na lei.”

 

Mulher feia

 

Aquela moça feia, coitada, tão desengonçada que nunca tinha conseguido arrumar um namorado, vai pedir auxilio a uma vidente.

 

– Minha filha! Nessa vida, você não vai ser muito feliz no amor prediz a mulher.

 

– Mas na próxima encarnação você será uma moça lindíssima, muito cobiçada e todos os homens se arrastarão aos seus pés.

 

A moça saiu dali muito feliz e ao passar por um viaduto, pensou:

 

“Quando mais cedo eu morrer, mais cedo começa a minha outra vida!” e se atirou lá de cima.

 

Mas, por uma incrível coincidência a moça não morreu porque caiu de costas em cima de um caminhão carregado de bananas e perdeu os sentidos.

 

Assim que se recuperou, ainda atordoada e sem saber onde estava, começou a apalpar em volta de si e quando sentiu a protuberância das bananas, murmurou com um sorriso nos lábios:

 

– Um por vez… por favor! Um por vez!