Sapato de jacaré

Sapato de jacaré

 

Disseram para a loira que o chique era ter sapatos de jacaré…

 

Ela verificou nas lojas que os preços eram exorbitantes. Então resolve caçar seu próprio jacaré.

 

Todos explicam que é muito difícil e perigoso, mas ela não quer saber, loira é loira!

 

Obtém orientações e viaja para o Pantanal…

 

Como demorava muito para retornar, parentes seguem seu rastro e encontram a moça dentro de um lago com um revólver na mão. A poucos metros dela está vindo um jacaré enorme. Ela dá um tiro e mata o bicho! Em seguida o arrasta até a margem, onde estão pelo menos uma dúzia de jacarés mortos.

 

Ela, com muita dificuldade, retira o jacaré morto da água e exclama contrariada:

 

– Droga! Mais um sem sapatos!

 

A velhinha suicida

 

Aquela velhinha vivia sozinha, coitadinha, sem saúde, sem dinheiro, sem amigos… um dia resolveu acabar com a própria vida e ligou para o seu médico para saber qual era a posição exata do coração.

 

– Dois dedos abaixo do seio esquerdo.

 

No dia seguinte ela se tornou manchete de jornal: “Mulher idosa tenta o suicídio com um tiro no joelho”.

 

No ônibus

 

O sujeito entra num trem e vai sentando ao lado de uma senhora idosa, quando esta o avisa:

 

– Cuidado com os ovos!

 

Nisto ele olha para o banco e vê um pequeno embrulho:

 

– Desculpe, eu não sabia que neste embrulho tinha ovos.

 

– E não tem! São pregos!

 

O milagre

 

Noite escura…tempestade….

 

Uma senhora está em casa sozinha e vê um vulto masculino passar…. Ela aproxima-se dele por trás, com cuidado, agarra-lhe os testículos e, apertando com toda força, pergunta:

 

QUEM É VOCÊ ???

 

Ela, não obtendo resposta, aperta com mais força ainda.

 

QUEM É VOCÊ ???

 

Mantém-se o silêncio, ela aperta ainda mais, e já com pedaços da pele escapando por entre os dedos, volta a perguntar:

 

QUEM … É . VOCÊ ???

 

Eis que uma voz, num tom baixo e sofredor, consegue responder:

 

JOOOOÃOOOO…

 

Então ela pergunta, apertando mais:

 

JOÃO…. QUE JOÃO ???

 

E ele responde:

 

O… O… O… O… MUUUUUUDO !!!!!!!!

 

Gases

 

Uma senhora bem velhinha vai ao médico e diz:

 

– Doutor eu tenho este problema com gases, mas realmente não me aborrece muito. Eles nunca cheiram e sempre são silenciosos. Por exemplo: peidei 20 vezes, pelo menos, desde que entrei em seu consultório. Aposto que você não sabia que eu estava peidando porque eles não cheiram e são silenciosos.

 

O medico diz:

 

– Sei, sei, … leve estas pilulas, tome 4 vezes ao dia e volte a semana que vem.

 

Na semana seguinte, a senhora regressa.

 

– Doutor, diz ela, eu não sei que inferno você me deu, mas agora meus peidos, embora ainda silenciosos, fedem terrivelmente.

 

O médico diz:

 

– Bom !!! Agora que curamos sua sinusite, vamos cuidar do seu ouvido!!

 

Cortando o rabo do cachorro

 

O sujeito leva o cachorro ao veterinário.

 

– Eu quero cortar o rabo do meu cachorro!

 

O veterinário, acostumado a esse tipo de serviço, obedece calado. Vinte minutos depois está de volta.

 

– Pronto, meu senhor! Aqui está!

 

– Péra aí! Eu mandei cortar o rabo todo mas o senhor ainda deixou um pedaço!

 

– Se eu cortar o rabo todo, o seu cachorro vai ficar horrível! – defende-se o veterinário.

 

– Não me interessa! Quero que corte tudinho!

 

– Tudo bem! Tudo bem! – concorda o médico. – Mas posso ao menos saber o motivo da implicância com o pobrezinho?

 

– Implicância nenhuma, doutor! É que a minha sogra vai almoçar em casa no próximo domingo e eu não quero ver nenhuma manifestação de alegria!!

 

Tá certo!

 

Depois de muito relutar e um tanto quanto a contra-gosto, o sujeito contrata o caipira para tomar conta do seu escritório. No primeiro dia de trabalho do caipira, ele passa a manhã toda fora e quando volta vai logo perguntando:

 

– Alguém esteve aqui?

 

E o caipira:

 

– Esteve sim, senhor!

 

– Quem?

 

– Eu.

 

E o sujeito, irritado:

 

– Não foi isso que eu perguntei. Eu queria saber se alguém entrou aqui neste escritório depois que eu saí.

 

– Entrou sim, senhor!

 

– Quem?

 

– O senhor!

 

Um Dia Difícil

 

O sujeito estava no fundo do bar, triste e arrasado, com seu copo de bebida, quando entra um cara revoltado, quebrando tudo, gritando com todo mundo. O cara chega até a sua mesa, arranca o copo de sua mão, bebe a metade e ainda joga o resto na sua cara:

 

– Fala alguma coisa, cachorro! Fala logo antes que eu te arrebente!

 

O sujeito responde, triste:

 

– Hoje é meu dia de azar, mesmo. Logo de manhã eu perdi a hora porque acabou a energia e tive que descer 20 andares de escada. Eu fui sair da garagem, o pneu estava furado. Perdi meia hora pra trocar o pneu, saí com muita pressa e acabei batendo o carro. Cheguei muito atrasado no trabalho, discuti com meu chefe e fui mandado embora. Por causa disso, cheguei bem mais cedo em casa e peguei minha mulher na cama com o amante. Aí eu já perdi logo a paciência, fui bater no cara e acabei apanhando feio, fiquei coberto de sangue. Fui tomar um banho e levei um puta choque. E pra acabar de vez com o meu dia, eu tô aqui, na minha, me preparando pra me suicidar, me chega um idiota feito você e ainda toma todo o meu copo de veneno! Assim não dá!!

 

A Mulher e a Caixa de Correio

 

Numa manhã de domingo, o homem lavava o seu carro, tranqüilamente, quando sua vizinha loira (e muito boa, diga-se de passagem) vai até a caixa de correio, abre e volta pra dentro de casa, furiosa.

 

Depois de uns dois minutos a loira volta, com o andar impaciente, abre novamente a caixa e sai xingando.

 

O cara acha muito estranho e ela volta mais uma, duas, três vezes.

 

Até que ela vem de novo e o cara não resiste:

 

— Oi, vizinha. Alguma coisa errada?

 

— Tudo errado! — grita ela, furiosa — Tudo errado! Aquele meu computador estúpido não pára de dizer que tem correspondência pra mim!