Revelação mediúnica

Revelação mediúnica

 

Depois da morte do marido a esposa não consegue esquecê-lo. Desesperada, resolve recorrer às forças mediúnicas para falar com seu amado. Ela vai a um centro espírita, onde providenciam a comunicação. Quando o marido se manifesta, durante a sessão, ela pergunta:

 

– Querido, é você?

 

– Sim, querida, sou eu, o seu marido.

 

– Como vai?

 

– Vou muito bem.

 

– Está feliz?

 

– Sim, muito.

 

– Mais do que quando estava comigo?

 

– Sim, bem mais.

 

– Então me diga, como é o céu?

 

– E quem lhe disse que estou no céu?!?!

 

No cemitério

 

Um camponês passa junto a uma lápide onde se lê: “Aqui jaz um causídico, um homem honrado, um homem de bem.” O camponês exclama assustado:

 

-Virgem Santíssima! Enterraram três homens na mesma cova!

 

Advogados

 

Um emérito professor de direito dizia aos seus alunos:

 

– O mais importante quando se é advogado é saber que uns casos se ganham e outros se perdem. Mas todos se cobram!

 

***

 

No julgamento o fiscal grita ao advogado:

 

– Você é um advogado de porta de cadeia!

 

Ao que o advogado retruca:

 

– E você é um corrupto!

 

E diz o juiz:

 

– Bem… Agora que as partes se identificaram corretamente, podemos prosseguir com o julgamento?

 

***

 

Um grupo terrorista apodera-se do Palácio da Justiça. Libertam todas as pessoas menos 500 advogados que estavam nesse momento em julgamentos nas várias secções. Exigem 10 milhões de Reais para fugirem para um lugar seguro. Caso contrário, ameaçam soltar os advogados um a um… vivos.

 

Dercy Gonçalves morre e chega no Céu

 

– Porra, tá frio aqui em cima.

 

O céu não tem temperatura, minha senhora – diz o porteiro celestial de plantão.

 

– Não tem o cacête. Tá frio sim senhor – insiste Dercy.

 

– Prefere o inferno? Lá é mais quentinho!

 

– Manda tua mãe pra lá. Cadê o Pedro?

 

– Pedro só atende aos purificados.

 

– E eu tô suja por acaso? Tô cagada, mijada ou gozada?

 

– Você primeiro tem que passar pelo purgatório, ajustar umas continhas…

 

– Não devo nada a viado nenhum.

 

– Você foi muito sapeca lá por baixo.

 

– Como é que você sabe? Andava escondido debaixo da minhas saia?

 

– Dercy, daqui de cima a gente vê tudo.

 

– Vê porra nenhuma. Vê a pobreza, a violência, meninas de 4 anos sendo estupradas pelos pais, político metendo a mão no dinheiro dos pobres, jovens cheirando até bosta pra ficar doidão? Afinal o que vocês vêem? Ou será que só me viam!!!!

 

– Você fala muito palavrão Dercy.

 

– Eu sempre disse que o palavrão estava na cabeça de quem escutava.

 

Palavrão é a fome, a falta de moral destes caras que pensam que o mundo é deles. Esses mortos de fome e seus assessores laranjas, tangerinas e o cacête!

 

– Está vendo? Outro palavrão.

 

– Cacête é palavrão por acaso, seu porteiro do caralho? Palavrão é a Puta Que o Pariu!

 

(silêncio por alguns segundos e eis que chega São Pedro)

 

– Seja bem vinda Dercy. Sou Pedro. Pode entrar.

 

– CARAAAAAALHO!!! Não é que eu morri mesmo?!!! Ai seu Pedro! E o purgatório?

 

– Você já passou 101 anos por ele, lá no Brasil. Pode entrar, e venha descansar!!!

 

Emprego Público

 

O sujeito se encontra no clube com um velho colega de escola, que é deputado, e aproveita para lhe pedir um emprego pro filho que tinha acabado de completar o supletivo do primeiro grau. O político fala:

 

– Eu tenho uma vaga de assessor, só que o salário não é muito bom… Pouco mais de cinco mil reais!

 

– Cinco mil? Mas é muito dinheiro para o garoto! Ele não vai saber o que fazer com tudo isso não!

 

Não tem uma vaguinha mais modesta?

 

– Só se for para trabalhar meio período. E eles estão pagando dois mil!

 

– Ainda é muito, doutor! Isso vai acabar estragando o menino! Não tem um emprego que pague aí uns mil reais?

 

– Ter eu tenho, mas aí é só para quem tem curso superior, inglês fluente e conhecimento de informática!

 

O Velho e o Punk

 

O velho senta-se no ônibus de frente para um punk.

 

O punk tinha um cabelo comprido com mechas verde, azul, amarela e vermelha.

 

O velho fica olhando para ele, e ele fica olhando para o velho.

 

O punk, já ficando meio invocado, pergunta ao velho:

 

– O que foi, vovô, nunca fez nada diferente quando jovem?

 

O velho responde:

 

-Sim, eu fiz. Quando fui jovem fiz sexo com uma arara. E estou pensando: será que você é meu filho?

 

Encontro na Floresta

 

Branca de Neve, a Fera (da “Bela e a Fera”) e Pinóquio encontram-se na floresta:

 

– Sou a mais linda do mundo – diz Branca de Neve.

 

– Sou o mais feio do mundo – diz a Fera.

 

– Sou o maior mentiroso e falso do mundo! Prometo coisas que não cumprirei e não aceito nenhuma forma de crítica! – diz Pinóquio.

 

Eles entram um por um na Grande Caverna, para falar com o Sábio da floresta, atual possuidor do Espelho Mágico.

 

Branca de Neve entra e sai muito feliz…

 

– Sou mesmo a mais linda do mundo!

 

A Fera entra e sai sorridente, toda satisfeita…

 

– Sou o mais feio do mundo, viva!

 

Pinóquio entra, mas sai enfurecido… e pergunta:

 

– Caramba! Quem é esse tal de Lula?

 

O Padre e o Prefeito

 

Um burro morreu bem em frente duma Igreja e, como uma semana depois, o corpo ainda estava lá, o padre resolveu reclamar com o Prefeito.

 

– Prefeito, tem um burro morto na frente da Igreja há quase uma semana!

 

E o Prefeito, grande adversário político do padre, alfinetou:

 

– Mas Padre, não é o senhor que tem a obrigação de cuidar dos mortos?

 

– Sim, sou eu! – respondeu o padre, com serenidade. – Mas também é minha obrigação avisar os parentes